Criado no siteVocê na capa de NOVA ESCOLA.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

PROJETO ENSINO RELIGIOSO - EJA

Observação : Usei este projeto na Educação de jovens e Adultos e foi um sucesso.Você que trabalha com o EJa é só fazer as adaptações necessárias.

TEMA: Textos Sagrados escritos e orais.
AUTOR: Cristiane Aparecida Raineri Oliveira – ANO: 2007 –

SÉRIE: 4°série – 9 anos.

OBJETIVO: Compreender a origem e a formação dos diversos textos sagrados escritos e orais, percebendo-os como indicadores de ensinamentos sobre a fé e a prática das tradições religiosas.

FUNDAMENTAÇÃO PEDAGÓGICA:
Este trabalho foi preparado para ser desenvolvido com crianças de nove anos.Segundo Piaget, essas crianças estão no estágio de desenvolvimento operatório-concreto (7 a 12 anos), onde o pensamento se livra da limitação da realidade concreta. A criança cria conceitos em pensamento. È capaz de “saber” sobre algo que antes só conseguia pensar no concreto.
Segundo Freud em sua teoria psicosessual nessa idade a criança esta entrando em uma fase de grande transformação física e psíquica, a adolescência, onde surge inúmero conflito que podem desestruturar a formação da pessoa como ser humano, ressaltando possíveis traumas ou falhas na formação do caráter da criança, porem e os seus valores ainda pode ser trabalhados, pois estão em fase de transformação.
A Lei de Diretrizes e Bases da educação Nacional (LDB), promulgada em 1996, é uma lei emanada do Congresso Nacional. Como lei 9.394/96, deve ser cumprida e respeitada. No entanto, para os educadores, deve ser tomada, também, como uma espécie de livro sagrado e, sendo assim, reverenciada.Por ter a necessidade de se trabalhar em qualquer tema de acordo com os segmentos escolares que são determinados por a Lei de Diretrizes e Bases da educação. E tem como objetivo buscar a formação básica do aluno
Os Textos Sagrados orais e escritos, que busca reforçar o conhecimento e o respeito pelo “diferente”, o novo, levando a reflexão dos padrões impostos pela sociedade que muitas vezes julgam sem conhecer e desrespeitam as crenças, valores e cultura de outros povos, ajudando na formação dos cidadãos para que tenham um posicionamento justo de valorização e respeito diante de tais circunstancias preservando a diversidade cultural e não a tornado extinta, já que, a mesma faz parte da historia e formação da nossa sociedade.
O Brasil é um país de diversidade religiosa. Aqui temos muitas religiões
e igrejas: religiões indígenas, afro-brasileiras, igrejas católicas, igrejas ortodoxas, igrejas evangélicas tradicionais e pentecostais, espiritismo e muitos outros grupos e movimentos religiosos e filosóficos. É dever de todo cidadão e cidadã saber conviver em paz como toda essa diversidade, tendo respeito e fraternidade, evitando qualquer forma de preconceito e discriminação.
Este trabalho busca trabalhar de forma integrada entre as disciplinas de Historia, Geografia e Ensino Religioso. A historia é trabalhada no conhecimento do passado na elaboração dos diversos textos sagrados orais e escritos, a sua historia e importância para um determinado grupo dentro de
cada cultura e povo.A geografia na busca da localização, no reconhecimento do espaço em que vive, na formação e transformação da paisagem e o Ensino religioso no conhecimento dos textos sagrados orais e escritos valorizando as diferenças e
respeito pelas mesmas.

PLANO DE TRABALHO:

O projeto será dividido em quatro aulas:

1° DIA:
_ Alguns dias antes, solicitar que os alunos tragam textos sagrados
de sua tradição religiosa; livros sagrados ( bíblia, Tora, Alcorão,
etc.), devocionários, hilários, revistas de catequese e de
dominical, orações, caixinhas de promessas, livros de novenas,
etc.
_ Escrever no quadro de giz , a seguinte pergunta?
O QUE SÃO TEXTOS SAGRADOS ORAIS E ESCRITOS?
_ Explicar a diferença entre esses textos e esclarecer como as
tradições religiosas os utilizam.
_ Organizar com os alunos uma exposição dos textos trazidos por
eles. Sentados em círculo, cada um apresentará seu texto e
explicará a importância dele para sua vida. À medida que os
alunos forem apresentando os textos, o professor complementará
as informações necessárias.
_ Em seguida, orientar leitura coletiva e a interpretação do texto
abaixo:
Cada tradição religiosa, ou religião tem seus próprios textos sagrados, os quais contêm ensinamentos sobre as crenças e as normas de conduta que devem ser seguidas pelos adeptos ou seguidores.
Esses textos podem ser orais e escritos. Os textos sagrados orais são os que não foram escritos em um livro, são histórias antigas contadas,
transmitidas oralmente. É o caso das religiões indígenas, nas quais o pajé, que é o líder religioso, costuma contar histórias para explicar a criação de todas as coisas e passar ensinamentos importantes para o povo de sua tribo. Os textos sagrados escritos são também chamados de livros sagrados ou escrituras sagradas.
A construção de alguns textos sagrados envolveu pessoas que tiveram muita fé em Deus – o Transcendente, num processo longo, que durou séculos.
Em diferentes lugares, em diferentes condições culturais, sociais e históricas, muitas pessoas tiveram inspiração para escrevê-los. Eles são o resultado da caminhada religiosa de um povo.
Em cada tradição religiosa, as pessoas acreditam que os textos sagrados foram inspirados pelo Transcendente, por isso são considerados sagrados, dignos de veneração e respeito religioso.
Vamos conhecer o nome de livros sagrados de algumas religiões:
- os Vedas, livros do Hinduísmo;
- os Tripitakas, livros do Budismo;
- Tão Te King, livro do Taoísmo;
- I Ching e os Analectos, livros do Confucionismo;
- a Torá, um dos livros do Judaísmo;
- a Bíblia, livro do Crsitianismo;
- o Alcorão, livro sagrado do Islamismo.
2° DIA:
_ Para enriquecer o estudo do texto do dia anterior, propor e
orientar uma pesquisa sobre a estrutura dos livros sagrados das
tradições religiosas dos alunos. No caso do Cristianismo, por
exemplo, como se dividem os livros sagrados dos cristãos, que
grandes acontecimentos foram nele registrados, quem são os
seus principais personagens. Cada aluno poderá também trazer
as histórias preferidas extraídas d livro sagrado de sua tradição
religiosa e representá-las em forma de histórias em quadrinhos.
Organizar ima exposição na escola para a socialização os
trabalhos dos alunos.
3° DIA:
_ Organizar a turma em equipes, devendo cada uma delas fazer a
pesquisa de uma determinada religião do mundo: religiões
nativas, Hinduísmo, Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, etc.
_ Organizar um álbum com as pesquisas e as atividades realizadas
pelos alunos, para ser socializados com outras turmas e
familiares.

ROTEIRO PARA PESQUISA
_ Nome da religião
_ Onde e quando surgiu
_ Quem foi seu fundador
_ Principais crenças
_ Texto sagrado
_ Símbolos que utiliza
_ Principais ritos
_ Principais rituais de passagem
_ Acontecimentos que são celebrados
_ Espiritualidades
_ Espaços sagrados e lugares de peregrinação
_ Localizar, no mapa – mundi, o pais onde surgiu
_ Construir uma linha do tempo, indicando a época e o contexto histórico.

4° DIA:
_ Organizar a exposição para toda a escola, como também para a
comunidade, onde as crianças ficaram no stand para maiores
esclarecimentos.

RECURSOS DIDÁTICOS:

A metodologia usada para alcançar o objetivo deste projeto visando a aprendizagem significativa do aluno, será através dos seguintes recursos:
· Pesquisas no dicionário, com significado das principais palavras.
· Pesquisa complementar na internet sobre os textos sagrados orais e escritos.
· Exposição dos textos sagrados trazidos por eles.
· O registro do passeio que será através e fotografias e desenho.
· A exposição do material coletado para escola.
· Leitura e reflexão do texto das diversas religiões.
· Elaboração de história em quadrinhos.
· Pesquisa das religiões do mundo.
· Exposição final das pesquisas e materiais coletados.

RECURSOS:
- Pesquisas / texto;
- Materiais trazidos;
- Textos sagrados;
- Livros diversos sobre as religiões.
- Dicionário;

AVALIAÇÃO:

Para que se descubra o verdadeiro desenvolvimento da criança é preciso avaliá-la como um todo, buscando observar o desenvolvimento da mesma em todas as especificidades e o seu caminhar até chegar ao objetivo desejado. Não é suficiente avaliá-la em apenas um momento, pois o meio e forma nesse caso alteram o produto, por isso a necessidade de uma avaliação continua em todos os momentos, observando a construção do conhecimento.
Para alcançar esse objetivo de uma avaliação continua, nesse projeto a avaliação será realizada de forma individual e escrita na atividade da pesquisa complementar sobre o tema, no trabalho da oralidade onde os alunos explicam aos visitantes a exposição e o tema.

CONTEÚDO:

Este trabalho busca aguçar o interesse do aluno para descobrir o que são os textos sagrados e levá-los a reflexão sobre o respeito quanto às diferenças existentes em nossa sociedade partindo da própria realidade.
Para que isso se torne possível o professor precisa antes buscar conhecer o que são os textos sagrados e suas contribuições para a nossa vida.
Textos sagrados são considerados pelo seu conteúdo e por serem,segundo diferentes religiões, inspirados pelo Transcendente. São formas de comunicar e perpetuar um ensinamento sagrado e espiritual. Existem variadas
formas de apresentação do texto: textos orais (histórias contadas), textosescritos (escrituras sagradas ou livros sagrados).
Do grego – mythos – etimologicamente significa fábula. É uma narrativa na qual a palavra é usada para transmitir e comunicar coletivamente a tradição oral, preservando a sua memória e garantindo a continuidade da cultura.
REFERÊNCIAS:
DOLLE, MARIE JEAN. Para Compreender Jean Piaget. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan S.A, 1991.
DAVIS, CLÁUDIA E OLIVEIRA, ZILMA DE. Psicologia na Educação. São
Paulo: Editora Cortez, 1994.
BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Diretrizes curriculares nacionais para o Ensino Fundamental. (Brasília): Câmara de Educação Básica, 1998.
MARCHON,B.;KIEFFER,J. As grandes religiões do mundo. São Paulo: Paulinas,1995.
FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DE ENSINO RELIGIOSOS(FONAPER).
Parâmetros curriculares nacionais do ensino religioso. 3.ed.São Paulo: Ave Maria,1995.
BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros curriculares nacionais. Brasília,1997. v.1, pág.13 - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais.
BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros curriculares nacionais. Brasília,1997. v.5, págs. 35, 36 e 37 – História e Geografia

http://www.gper.com.br/

Um comentário:

  1. Muito bom este projeto, parabéns. Vou aplicar para meus alunos depois informo os resultados...

    ResponderExcluir

Você será sempre bem-vindo aqui!!!